Editorial

Novembro de eleição


Na edição de novembro em 2020, nos aproximamos de dois modos de observar o mundo, alcançando um avanço complementar às proposições em Gostonomia. Com Adriana Pucci, trouxemos para o espaço um olhar humanista, permitindo ao ser humano um lugar central nas perspectivas de gosto. Com Caetano Cury, nas tiras de Téo e o Mini Mundo, o gosto pelo sensível nos toma pela visibilidade e leva a reflexões pontuais sobre o que desejamos para o momento.

Estes dois nomes passeiam tanto pelo humanismo quanto pela filosofia e nos fazem refletir sobre o ano, agora em fase final, com um questionamento: – como agiremos a seguir? Perceber a conduta de candidatos às eleições municipais, permitir que as coisas continuem ocorrendo em desvario, em âmbito nacional, são escolhas e falam muito sobre nós e o que está por vir.

O interesse provavelmente é o de nos fazer reparar em nossas mais particulares atitudes e como elas afetam o outro. Se esse outro somos nós ou eles, parece um jogo, nada sofisticado, entre pontos de vista.

Quem você elege? Estar atento ao outro e às suas necessidades, talvez seja a medida para poder atentar-se a si, sem restrições.

Obrigada por estar aí, pensar e agir conosco.
Silvia Regina Guimarães

Faça contato: gostonomia@gmail.com | @gostonomia