Sempre haverá

Muitas possibilidades na poesia de Marta Assunção


Sempre haverá…

A casa para limpar

A bagunça para arrumar

A louça para lavar

A roupa para passar

O livro que não li

O filme que não assisti

A música que não ouvi

A poesia que não escrevi

Sempre haverá…

A ideia que não tive

A palavra que não disse

A frase que não completei

O pensamento que não formulei

O beijo que não roubei

O abraço que não dei

O cheiro que não senti

O carinho que não recebi

Sempre haverá…

A lembrança que esqueci

A esperança que perdi

A dor que padeci

O choro que verti

O lugar que não conheci

O caminho que não percorri

O sonho que não realizei

O trabalho que não terminei

Sempre haverá…


Marta Assunção é comunicadora social, habilitada em Publicidade e Propaganda. Como forma de expressão, escreve sobre suas reflexões e descreve suas percepções, sempre com simplicidade e objetividade.

 

Compartilhe: